Holandês cria réplica da Arca de Noé

Com primeiro barco baseado na Bíblia, construtor lucrou US$ 1,2 milhão 

Como Deus mandou. Réplica da Arca de Noé construída por Johan Huibers em Dordrecht, Holanda; segundo ele, a embarcação tem o mesmo tamanho e os mesmos materiais descritos no livro do “Gênesis”

DORDRECHT, Holanda. Segundo o livro do “Gênesis”, após Noé fazer sua arca e vencer o dilúvio, Deus criou um arco-íris e prometeu não provocar outra enchente daquelas proporções. Mesmo assim, o holandês Johan Huibers, 60, passou os últimos anos construindo uma arca de tamanho idêntico à que Noé teria construído: 300 cúbitos (135 m) de comprimento; 30 cúbitos (13,5 m) de altura – ou três andares – e 50 cúbitos (22,5m) de largura.

Ele está construindo a arca com pinheiro sueco, pois algumas versões da Bíblia descrevem que Deus mandou Noé usar “madeira resinosa”, que Huibers acredita ser pinheiro. “Devemos terminar até o meio de julho”, disse ele enquanto guiava um visitante pelos deques cavernosos da arca. “Talvez um pouco mais tarde”.

Diferentemente de Noé, Huibers teve que seguir os padrões de seguranças holandeses contra incêndio. Para isso, ele instalou uma âncora especial que qualifica a arca de 2.970 toneladas como um prédio, em vez de uma embarcação. Além disso, ele terá que pintar a arca, dentro e fora, com três camadas de verniz retardador de fogo.

Na verdade, essa não é a primeira arca que Huibers constrói. Ele começou a sonhar com uma arca em 1992, pouco depois de uma tempestade forte assolar a região costeira a norte de Amsterdã, onde ele mora.

Alguns vizinhos, porém, não gostaram da ideia. “O navio acaba com a nossa vista”, reclama o aposentado Gerrit Kruythoff, 65, que mora com sua família há 42 anos na casa geminada de tijolo a mostra perto do estaleiro onde Huibers está trabalhando com a ajuda de dois dos seus três filhos e alguns amigos. “Costumávamos ter uma vista de todo o caminho até o rio. Dava para ver até os barcos passando”.

Nem todos os vizinhos de Huibes são contra. “Ela é bonita por dentro e por fora – as escadarias, as portas”, disse empolgada Annie van der Luytgaarden, que frequentemente passeia com seu cachorro Spikey à sombra da arca. “Até já perguntei se posso participara da viagem inaugural”, brincou Annie, com um sorriso nos lábios. “Eu lavo os pratos”.

Outros, porém, têm dúvida se a arca é navegável. “Ela não é muito náutica; é bem pesada”, disse Bas Keyzer, 46. “Mas ela certamente parece uma arca”.

Traduzido por André Luiz Araújo

Fonte: O Tempo

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: