Início > Informações, Religião, Cristianismo, Montes Claros, Música, Vida Cristã, Gospel, Notícias, Mundo Cristão > Globo ridiculariza pastor em novela e incita guerra entre líderes religiosos e gays

Globo ridiculariza pastor em novela e incita guerra entre líderes religiosos e gays

 

Cenas da novela Insensato Coração

Cenas da novela Insensato Coração

A Rede Globo voltou a atacou os evangélicos. Desta vez não fez uso do seus telejornais, mas usou uma novela para produzir insatisfações entre o meio cristão.

No capítulo de Insensato coração, exibido na última segunda-feira (22/7), o personagem gay Xicão (Wendell Bendelack) conta para Sueli (Louise Cardoso), dona de um bar voltado para o público homossexual no Rio de Janeiro, que o pai e a mãe dele o destratam porque “vão na conversa do pastor”. Confira aqui.

Essa cena tenta ridicularizar os líderes evangélicos e, de forma sutil, passa a mensagem de que os pastores incitam a violência contra os homossexuais, o que não é verdade. “Amamos os gays, mas não aprovamos a prática homossexual”, pontua o pastor Silas Malafaia, que enviou uma carta de protesto a um dos donos da emissora.

Manifeste-se também! Ligue para 400 22 884 (custo de uma ligação local) ou clique aqui e envie um e-mail para a Central de Atendimento da Rede Globo.

Folha

O jornal Folha de São Paulo divulgou que os autores da novela, Gilberto Braga e Ricardo Linhares, foram chamados na semana passada para uma conversa com o diretor-geral de entretenimento da emissora, Manoel Martins. Na pauta: a determinação da Globo para que a história dos homossexuais Eduardo (Rodrigo Andrade) e Hugo (Marcos Damigo) fosse completamente esfriada no folhetim.

As novas cenas de Hugo e Eduardo, assim como as cenas de conversa sobre o assunto entre Eduardo e sua mãe, vivida por Louise Cardoso, serão inutilizadas. Aos autores e atores a Globo pediu silêncio. Nada de instigar o beijo gay nem a ira de entidades que possam encarar a iniciativa como preconceito. A ordem é esfriar o assunto sem polemizar.

Além do corte das cenas, os autores foram instruídos a não carregarem bandeira política, a pararem de fazer apologia pela criação de uma lei que puna a homofobia.

Procurada, a Globo, via assessoria, diz que a televisão é um veículo de massa que precisa contemplar todos os seus públicos e faz parte do papel da direção zelar para que isso aconteça.

Fonte: AVEC e Coluna Outro Canal

Anúncios
  1. Erlon
    julho 20, 2011 às 10:06 PM

    Enquanto esse lixo denominado novela tiver audiência, vai continuar transformando as casas em latrina. Graças a Deus minha casa está vacinada contra esse câncer.

  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: