Início > Religião, Cristianismo, Montes Claros, Música, Vida Cristã, Gospel, Notícias, Mundo Cristão > Zeca Baleiro, ateu, diz que “Deus está morto e crentes são iguais as pragas do egito”

Zeca Baleiro, ateu, diz que “Deus está morto e crentes são iguais as pragas do egito”

Mais um texto preconceituoso para a nossa coleção de ateus famosos

Zeca Baleiro, ateu e intolerante

Zeca Baleiro, ateu e intolerante

Em um artigo escrito pelo músico e compositor Zeca Baleiro e publicado no site da Revista IstoÉ, ele diz não acreditar em Deus e que evangélicos são como “pragas do Egito”.

“Não creio em Deus. Pelo menos não da mesma forma que um cristão ou um muçulmano. O “Deus” que me interessa é um Deus mais “filosófico” (ou mesmo “teológico”) que um Deus santíssimo. Aí está a grande questão. A filosofia é, grosso modo, a possibilidade de relativizar as coisas, e para as religiões não há relativização possível. Ou é céu ou inferno, ou pecado ou virtude, ou Deus ou diabo, bem ou mal”.

Baleiro diz em seu artigo que os evangélicos têm crescido no Brasil atualmente assim como aconteceu com a popularização do islamismo nos anos 60 e 70, e agora estão dispostos a carregar cada vez mais fiéis para suas religiões e “invadindo a internet como pragas do Egito” para divulgar seus” pensamentos morais totalitários” com comentários muitas vezes ‘infelizes’ nos blogs e sites de notícias.

O cantor também criticou católicos, apesar de dizer que tem apreço pelos seus ritos e curiosidades por vidas de santos. Ele diz que o Papa Bento XVI não é carismático e que os católicos estão tentando trazer de volta seus fiéis através da Renovação Carismática e pela “espetacularização da fé através da missa-show e do sermão-palestra motivacional”.

“Com esses questionamentos acerca da fé, me indago: estarei eu sendo um fundamentalista também?”, se questiona Baleiro, para quem a melhor definição para o Deus dos cristãos e muçulmanos é a que o filósofo Nietzsche propôs: “Deus está morto”.

Análise Conteúdo

Está comprovado! Falar de evangélicos, realmente, dá audiência. Depois da tentativa desesperada por ibope, a jornalista e colunista de Época, Eliane Brum, que critica a intolerância dos evangélicos em relação aos ateus no Brasil, conseguiu o que queria: audiência. Depois dela, veio Zeca Baleiro, com novas abordagens preconceituosas.

Qual a razão desenfreada de querer eliminar ou maquiar o crescimento dos evangélicos no Brasil? Ah, tá explicado. Um abismo puxa outro. Quem deu início a essa zorra foi a TV Record, com a matéria “cai, cai”, atirando no próprio pé, que rendeu pano pra manga e novos desafetos, inclusive da própria IURD, que assiste de camarote uma derrocada assustadora de fiéis. Realmente, lamentável.

Bom, sem querer encerrar o assunto, dá só uma olhada nos comentários que  seguem o texto publicado por Conteúdo Cristão, rebatendo a jornalista que se diz sem religião, assim como o Zeca Baleiro.

Um dos comentários sobre o texto do Zeca no Verdade Gospel

“Creio que Deus é mais real que o Zeca Baleiro. Nietzsche costuma ser tão citado nesse tipo de discurso que já devem ter feito uma seita em sua homenagem. Com 18 anos costumava ouvir Zeca Baleiro na rádio. Aos 29, funcionário de um banco e pós graduado, prefiro ouvir música gospel”.

Fonte: IstoÉ + Verdade Gospel

Anúncios
  1. neliza
    setembro 10, 2014 às 5:06 AM

    O gentinha que se acha dona da verdade, bando de recalcados… “pragas do egito” é pouco…
    SALVE ZECA BALEIRO \o/

  2. Claudio Q Costa
    janeiro 8, 2014 às 9:39 PM

    Nietzsche era louco e morreu louco, coitado.

  3. abril 8, 2013 às 8:52 PM

    1) Sou cristão convicto e praticante
    2) Não sou evangélico
    3) Não sou católico
    4) Gosto de várias músicas do Zeca Baleiro
    5) Muitos religiosos pseudo cristãos vendem a péssima imagem que os ateus e outros religiosos têm do cristianismo. A opinião do Zeca Baleiro certamente está embasada no desconhecimento do verdadeiro cristianismo (difícil de ser encontrado). Ou seja, ele é ignorante sobre o assunto
    6) A “análise conteúdo” realmente está fraquinha
    7) Vejo comentários intolerantes e preconceituosos dos dois grupos: Crentes e descrentes.
    Abraços a todos

    • janeiro 3, 2014 às 6:28 AM

      Estimado Franco Feitosa, cada um é livre para dizer o que pensa e em quê acredita. Somos livres. Como cristão, esquece do livre-arbítrio? Só que quando experimentamos a realidade e a verdade ensinada por Cristo, somos convidados a ser gente de uma maneira mais legal e melhor. Como você mesmo disse, o Zeca é um ignorante, embora suas músicas sejam muito legais. Infelizmente, ele fez foi infeliz no comentário e generalizou. Penso que não foi o que você quis fazer, certo? Comentários intolerantes e preconceituosos? Onde? No Blog? Não pregamos, nem incitamos esse tipo de diálogo por aqui. O blog é livre, não tem rabo preso muito menos com ateus com quem “tentamos” manter o diálogo, que não é fácil. Pregamos bíblia. E isso, nem os crentes querem ouvir.

      Att

      Redação
      Conteúdo Cristão

  4. Lívia
    janeiro 25, 2013 às 7:44 PM

    Grande Zeca.. Sábio como poucos…

    “A depender de mim
    Os padres e os pastores serão tristes
    Eu penso mesmo que Deus não existe
    E ainda assim quem sabe eu creia em Deus
    Se Deus é o outro nome da verdade ”

    Zeca Baleiro em A depender de mim

    • março 3, 2013 às 6:31 PM

      Pequeno Zeca. Perdido como muitos.
      Querida Lívia, mal sabe Zeca que Deus conta com ele para fazer muita coisa.

      Redação
      Conteúdo Cristão

  5. kadu
    novembro 13, 2012 às 5:55 AM

    O mundo seria mil vezes melhor sem religiões …

    • dezembro 26, 2012 às 8:20 PM

      Respeitando sua opinião, pensamos que não, em partes, Kadu.
      O homem, ao longo de sua história, sempre precisou de um norte para guiar suas ações. O termo religião, que vem do latim religare, que liga o homem a Deus, entrelaça um conjunto de significados culturais e sociais, relacionando a humanidade com a espiritualidade e seu próprios valores morais. Mas, biblicamente, como cristãos, pensamos o que Cristo apregoou. Contrário aos dogmas e tradições judaicas de sua época, Jesus foi contra todo o tipo de crença ou tradição que abandonasse a vontade de Deus, ou seja, sua mensagem não foi a religião em si, mas uma crítica ao “messianismo” praticado pelos praticantes da fé judaica que, arraigados na sua tradição, abandonaram o mandamento de Deus e obedeciam apenas aos ensinamentos humanos provenientes da tradição judaica. Temos bons exemplos dessa prática ainda hoje. O mundo esqueceu de Cristo e se agarrou nas práticas religiosas, não condizentes com o a mensagem e evangelho de Cristo.

  6. Alexandre
    agosto 15, 2012 às 8:56 PM

    Grande valia tem as palavras desse artistinha! Veja que, alguém que não dá um passo sem dar uma cheirada, não tem base nem moral para ser respeitado em nada do que disser. O que um drogado fedido pode acrescentar de bom à sociedade?… ficar vomitando asneiras de Nietzsche? tsc, tsc!

    • kadu
      novembro 13, 2012 às 5:54 AM

      A religião é o ópio do povo.
      Karl Marx

    • elson
      fevereiro 16, 2013 às 11:53 PM

      Alexandre vc realmente acredita em Deus?…Esse sentimento que vc demostra em relação ao proximo é normal em alguem que acredita em Deus?….gostaria muito de entender isso.

  7. Alexandro
    março 10, 2012 às 11:49 AM

    Parabéns Zeca!
    Em meio de tantas mentes imagináriras somos os mais naturalistas, agora eu baixo o seu CD! Minha religião também é o prazer, esse Deus que nos proíbe de gozar não é um Deus verdeidadeiro, assim como os demais não fazem sentido…. Deixo aqui uma frase do George Carlin:

    “Religião chegou a convencer as pessoas de que existe um homem-invisível morando no céu, que vê tudo que você faz, todo dia, a todo instante. E esse homem-invisível criou uma lista de 10 coisas que ele não quer que você faça.Se você fizer uma dessas 10 coisas, ele tem um lugar especial cheio de fogo, fumaça, ardor, tortura e angústia, para onde ele te envia para sofrer e se queimar e se sufocar e gritar e chorar para todo o sempre até o fim dos tempos. mas……………………… ele te ama!

  8. Mari
    janeiro 3, 2012 às 3:09 PM

    “Se as pessoas são boas só por temerem o castigo e almejarem uma recompensa, então realmente somos um grupo muito desprezível.” — Albert Einstein

  9. alex messias
    janeiro 3, 2012 às 2:50 PM

    Vocês so deixam comentários favoráveis, então não publiquem tais matérias. Agora podem deletar.

    • janeiro 3, 2012 às 8:08 PM

      Caríssimo Alex, infelizmente, você não deve ler o Blog de Conteúdo com assiduidade, pois veria facilmente que todos os comentários, favoráveis ou não aos textos publicados, são aprovados. Obrigado por comentar!

      Att,

      Redação

  10. Ron Messi
    janeiro 3, 2012 às 2:41 PM

    Adorei saber que o Zeca Baleiro é ateu,
    Agora a “Análise Conteúdo” que vcs fizeram é simplesmente uma piada, hahaha…

  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: