Quando a tribuna da Câmara vira palco para show evangélico

Lauriete: tribuna da Câmara virou palco de cantora gospel (Foto: Agência Câmara)

Lauriete: tribuna da Câmara virou palco de cantora gospel (Foto: Agência Câmara)

 

Ricardo Setti, na Veja on-line

Não bastavam as ridículas intervenções do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), no Senado, cantando, desafinadíssimo, como volta e meia faz, desde que certa vez resolveu homenagear à sua maneira Bob Dylan tentando entoar “Blowing in the Wind” da tribuna.

A deputada Lauriete (PSC-ES), que é evangélica e cantora gospel, e graças a isso se elegeu, transformou recentemente a tribuna da Câmara dos Deputados em palco em homenagem aos 100 anos da Assembléia de Deus no Brasil e cantou, acompanhada de um coro de parlamentares da mesma orientação religiosa.

Experiente, ela providenciou playback para a música.

Respeito todas as religiões, mas a mim isso ocorrer no plenário da Câmara me parece o fim da picada.

E vocês, o que acham? Confiram o vídeo abaixo e, se quiserem, comentem:

Fonte: Ricardo Setti, na Veja on-line

Comentário
Tempos atrás a Superinteressante descobriu uma estratégia p/ ampliar as vendas que parecia infalível. Bastava a matéria de capa estar relacionada à Bíblia ou a Jesus p/ a edição fazer sucesso. 

Com uma recorrente versão gospel do complexo de vira-latas tão bem delineado pelo Nelson Rodrigues, o rebanho reage animalmente a qualquer tipo de provocação e sai latindo e balindo por aê.

Com um festival de bizarrices sem precedentes na história, o zoo gospel hoje transformou-se num dos pratos principais servidos pela mídia. Duas colheres de Macedo, uma medida de Malafaia e uma pitada de Feliciano são suficientes para fazer crescer a massa da audiência e, em especial, a área de comentários.

Como “lhe dar” quando um cara do naipe do Ricardo Setti lasca em sua coluna um textinho preguiçoso e um vídeo manjadíssimo que já rodou por todos os sites e blogs? Pra começo de conversa, o tal “recentemente” refere-se a junho do ano passado. =/

Claaaro que o expediente deu certo e o pau tá comendo solto na área de comentários. Discussões improfícuas e rasteiras como as que acontecem aos borbotões na internet. Com a afasia (e a dislexia) da chamada “mídia gospel”, parece que estamos condenados a ser eternamente nivelados por baixo, como se o porão (e os roedores variados que nele habitam) fosse a parte + importante da casa cristã.

Para os adeptos da desculpa-clichê que “a Palavra nunca volta vazia”, resta uma ligeira adaptação do brado da funkeira (e evangélica) Tati Quebra-Barraco: “somos feios, mas estamos na moda”.

Comentário (muito bem colocado) por Sérgio Paravini, o inusitado Pavablog

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: