Arquivo

Archive for junho \30\UTC 2012

Pega rende penas de 29 anos

Dupla é condenada por disputar racha que matou casal de idosos em Montes Claros, em 2004. Apesar da decisão de júri popular, defesa vai recorrer e motoristas aguardarão em liberdade

Por Luiz Ribeiro e Valquiria Lopes 

 (fotos: TV alterosa/reprodução)
Justiça, ainda que tardia. Oito anos depois da morte de um casal em Montes Claros, Norte de Minas, provocada por um acidente decorrente de um pega, os dois motoristas responsáveis foram ontem condenados por júri popular a penas que somadas superam 29 anos. O julgamento ocorreu na cidade do Norte de Minas e durou 22 horas. Na manhã de ontem, Daniel Luiz Cordeiro Leite e Rodrigo Fernando Aguiar foram sentenciados a penas individuais de 14 anos e oito meses de prisão em regime fechado pelas mortes do casal Milton Librelon, então com 70 anos, e Vanita Librelon, de 69, ocorridas em dezembro de 2004 . A decisão, a terceira do tipo em Minas, reforça a pressão pelo fim da impunidade para os crimes de trânsito, mas ainda não significa que a dupla vá para prisão, pois a defesa anunciou que vai recorrer e os acusados aguardarão em liberdade.
 (fotos: TV alterosa/reprodução)

Mesmo assim, a condenação foi vista como exemplar por especialistas. Para o promotor de Justiça e coordenador do 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, Francisco Santiago, cada réu acusado de crime de trânsito que for levado a júri e condenado será mais um exemplo para evitar mortes no trânsito. Ele afirma que a decisão reforça a tese sempre que sempre defendeu: “Há mais de 15 anos luto para que motoristas que assumem os riscos de matar sejam punidos por homicídio doloso. A promotoria e o tribunal de Montes Claros estão de parabéns”, disse.

Quem também comemorou a decisão foi o advogado Carlos Cateb, especializado em direito de trânsito e ex-secretário geral da Ordem dos Advogados do Brasil seção Minas Gerais (OAB-MG). “Achei ótima a posição do juiz da primeira instância a acredito que ela deva ser mantida pelo Tribunal de Justiça, tendo em vista as circunstâncias em que o crime ocorreu”, afirmou. Para ele, a condenação é oportuna em um momento em que a sociedade está mais atenta para a necessidade de punir crimes de trânsito com rigor. Entretanto, o jurista não esconde o temor de que a decisão seja mudada nos tribunais em Brasília.

Daniel Luiz Cordeiro Leite (no alto) e Rodrigo Fernando Aguiar foram condenados a penas individuais de 14 anos e oito meses de prisão em regime fechado, em julgamento que se estendeu por 22 horas (fotos: TV alterosa/reprodução)
Daniel Luiz Cordeiro Leite (no alto) e Rodrigo Fernando Aguiar foram condenados a penas individuais de 14 anos e oito meses de prisão em regime fechado, em julgamento que se estendeu por 22 horas
Apesar da comemoração, o resultado do julgamento em Montes Claros é uma exceção em Minas já que grande parte dos crimes de trânsito são julgados como homicídios culposos (sem intenção de matar). Na avaliação de Cateb e Santiago, a dificuldade em condenar responsáveis pelas tragédias que ceifam vidas no trânsito está associada à postura conservadora de juízes e desembargadores no estado. Segundo Cateb, há situações em que o motorista assumiu claramente o risco de matar e por isso deve ter crime classificado como dolo eventual.“As jurisprudências do Rio Grande do Sul, do Paraná e de São Paulo, por exemplo, são mais rigorosas e admitem facilmente o dolo eventual. Em casos de pega entre veículos e de embriaguez ao volante, eles sempre condenam dessa forma. O mesmo não ocorre em Minas”, afirma. Segundo o advogado, cerca de 85% dos processos por mortes no trânsito são classificados como homicídios culposos. “Esse percentual deveria ser menor, tendo em vista a grande quantidade de acidentes que ocorrem em alta velocidade, na contramão e com pessoas embriagadas ao volante”, diz. E acrescenta que a morosidade da Justiça provocada pelo déficit de magistrados resulta na prescrição de cerca de 90% dos crimes de trânsito.

Para Santiago, existem sim fatalidades no trânsito que se encaixam na qualificação culposa, como um atropelamento em que o pedestre se joga na frente do carro ou um acidente provocado por condições da pista. “No entanto, dirigir embriagado, muito acima da velocidade permitida ou na contramão são comportamentos evidentes de que o condutor assume o risco de provocar um acidente. E isso precisa ser visto com mais rigor em Minas já que nosso tribunal ainda é muito conservador”, disse.

Uma esperança para que os crimes de trânsito sejam julgados com mais rigor no Brasil está em pauta em Brasília. Uma comissão especial de juristas criada pelo Senado está encarregada de elaborar uma anteprojeto com revisões no Código Penal Brasileiro. O novo texto, que será posteriormente analisado pelo Congresso, pretende incluir crimes de trânsito, inclusive com aumento de pena.

Poucas condenações para muitos crimes

A Justiça de Minas registra apenas duas condenações de motoristas envolvidos em tragédias de trânsito classificadas como dolo eventual. Em uma delas, ocorrida em Bicas, na Zona da Mata Mineira, o médico Ademar Pessoa Cardoso e o empresário Ismael Keller Loth receberam sentenças de 12 anos e nove meses e 12 anos e três meses, respectivamente, por terem provocado a morte de cinco pessoas em um acidente de trânsito em abril de 1996.

Eles disputavam um racha na MG-126, entre Mar de Espanha e Bicas, na Zona da Mata, quando atingiram um veículo onde viajavam as vítimas. A tragédia que marcaria a vida da família começou a ser desenhada em Mar de Espanha, quando os dois motoristas condenados fizeram uma aposta de R$ 2 mil, em público, em que o vencedor seria o primeiro a chegar na vizinha cidade de Bicas.

Já em Lavras, no Sul de Minas, Ricardo Kennedy, de 21 anos, foi condenado em 2008 a sete anos de prisão, em regime semi-aberto, pelo atropelamento de duas pessoas e a morte de Cristiane Aparecida de Carvalho, de 22 anos.

Punição para a minoria

  • 85% das mortes no trânsito são julgadas como não intencionais
  • 11 processos por crime de trânsito prescreveram este ano em Minas

Imprudência na rua e manobras na Justiça
  O casal Milton e Vanita Librelon morreu quando retornava de uma festa de aniversário em Montes Claros, na noite de 19 de dezembro de 2004. Ao passar pelo cruzamento das avenidas José Correa Machado e João Chaves, entre os bairros São Luiz e Ibituruna, o carro em que se o casal se encontrava, um Santana, foi atingido violentamente por um Passat e um Renault, que eram dirigidos, respectivamente, Daniel Luiz Cordeiro e Rodrigo Aguiar. Eles dirigiam em alta velocidade e as investigações concluíram que disputavam um “racha” na avenida Correa Machado.No Santana estavam ainda dois netos do casal, Fredy Librelon e Andrey Librelon, além de Thais Figueiredo Costa Librelon, mulher de Andrey, que foram lançados para fora do carro, mas escaparam. Os envolvidos no pega fugiram sem prestar socorro às vitimas. De acordo com uma testemunha, o motorista do Passat, na tentativa de fuga, engatou a marcha ré e passou em cima do corpo de Milton Librelon, que estava no chão.

Após o desastre, familiares do casal Librelon iniciam uma mobilização contra a impunidade, clamando por justiça. Apesar da pressão, o caso demorou a ir júri, por causa de manobras dos advogados dos acusados. Uma das alegações da defesa dos réus foi que o Santana estaria sendo conduzido por Fredy Librelon, que era inabilitado. Porém, laudo da perícia comprovou que o carro era realmente guiado por Milton, que trabalhou como motorista de caminhão durante 30 anos.

Ontem, imeditamente após o anuncio da sentença, parentes do casal Librelon se abraçaram e fizeram uma oração dentro do salão do júri, comemorando a sentença. “A sociedade estava à espera de uma resposta em relação a violência no trânsito no Brasil e essa resposta foi dada. Temos que agradeceu a Deus e à Justiça”, afirmou o jornalista Andrey Librelon. “O sentimento de perda pelas mortes dos meus avós é irreperável, mas foi dado um exemplo para acabar com a impunidade no trânsito. Nossa família foi representada pelos jurados”, acrescentou.

“Fiquei aliviada com a condenação por homicídio doloso, pois o tempo todo a defesa tentou descaracterizar que se tratava de um racha”, disse Andréa Thais, mulher de Andrey. Para o promotor Henry Wagner Vasconcelos, a decisão foi emblemática, por envolver um crime de trânsito em um pega.

Do rigor à impunidade
 O mês de junho em Minas foi marcado por extremos quando o assunto é a punição de motoristas que agiram com imprudência e provocaram tragédias no trânsito. Na quinta-feira, a Polícia Civil demonstrou rigor e agilidade ao anunciar o indiciamento por triplo homicídio, com dolo eventual, do condutor da carreta que provocou três mortes e ferimentos em duas pessoas ao perder o controle do veículo de carga na Avenida Nossa Senhora do Carmo, Zona Sul de BH, no início do mês (foto). A decisão se baseou no fato de o caminhoneiro trafegar em área proibida, em alta velocidade, com pneus em mau estado e carga excessiva. Uma semana antes, porém, a vitória foi da impunidade. “Triste país. Às vítimas (…) resta-me pedir perdão, porque sou peça de um Judiciário moroso e que não se sensibiliza com tragédias como a descrita nos presentes autos”, escreveu o desembargador que constatou a prescrição do crime cometido pelo francês Olivier Rebellato, que em 17 de abril de 2009 bateu em um carro com cinco amigos na Savassi, causando ferimentos em todos eles e deixando uma jovem em estado vegetativo. Então com 20 anos, o estrangeiro fugiu para seu país assim que decisão da Justiça lhe devolveu o passaporte.

Anúncios

“Daqui para frente é uma vida nova”, diz Léo Moura, jogador do Flamengo batizado em sítio do RJ

 

Léo Moura se batizou pela Igreja Batista num sítio do Rio de Janeiro

O jogador de futebol Leonardo Moura se batizou neste sábado (23) pela Igreja Batista, em um sítio em Pedra de Guaratiba (RJ). O  lateral do Flamengo afirmou ter entregue a sua vida nas mãos de Deus.

“Foram 33 anos da vida antiga e daqui para frente é uma vida nova. Espero que seja melhor do que antes. Não posso reclamar da minha vida antes da Igreja, mas espero que daqui por diante seja melhor, junto à minha família”, disse Léo Moura, logo após o batismo.

Ele também acredita na renovação de seu contrato com o Flamengo, onde quer encerrar a carreira e, quem sabe um dia, exercer outra função.

A emoção acompanhou o camisa 2 da Gávea do início ao fim do batismo. Concentrado como se fosse entrar em campo para uma decisão, ele admitiu o nervosismo, enquanto ouvia as explicações do pastor Josué Valandro Júnior, misturado às outras 66 pessoas que iam ser batizadas. Entre os fiéis, de beca branca, o famoso jogador quase se torna anônimo. Na chamada, atendeu por Leonardo da Silva. Durante o culto que antecedeu o batismo, Léo quebrou o gelo e foi o primeiro a atender o chamado do bispo para testemunhar a transformação que a fé gerou na sua vida.

A emoção acompanhou os presentes do início ao fim

“Graças a Deus nunca tive uma vida ruim, mas nunca fui feliz como sou hoje. Uma vez, em Brasília, numa tarde de autógrafos num shopping, havia uma fila com mais de mil pessoas. Duas senhoras se aproximaram, e uma falou: ‘Não vim pegar autógrafo ou tirar foto. Vim lhe dizer que Deus tem uma grande obra para a sua vida’. Hoje, tenho certeza que essa obra vai se realizar. Não quero mais largar essa vida”, discursou Léo Moura, sem conter as lágrimas.

Durante toda a cerimônia, o lateral só se destacava dos demais por causa dos pedidos para tirar fotos. Após o culto, seguiu em fila até a piscina e aguardou a sua vez de passar pela águas. Primeiro, uma pessoa com dificuldade de locomoção, crianças, famílias e mais alguns grupos. Quando chegou a vez de Léo Moura, outros cinco fiéis também entraram na água.

O pastor pergunta a todos se confirmam que: “Jesus é o único e suficiente salvador”. Depois do mergulho, Léo Moura, mais uma vez, chorou. Além dele, Rafinha e Caio, das divisões de base, também foram batizados.

Fonte: O DiaVerdade Gospel

Festival Promessas: Ingressos esgotados para o show do dia 28 de junho

Esgotados. Os ingressos para o Festival Promessas Minas já estão esgotados. Os fãs foram rápidos para garantir sua entrada para ver os maiores nomes da música gospel brasileira reunidos em Belo Horizonte. Quem não conseguiu ingressos para o show no dia 28 de junho, no Chevrolet Hall, poderá acompanhar as apresentações de Aline Barros, Jonas Vilar, Jotta A e Thalles Roberto na transmissão ao vivo do site G1.com.br/mg.

E na tarde de sábado, 7 de julho, as imagens dos shows serão exibidas no Especial Promessas Minas que vai ao ar em todo o estado de Minas Gerais às 14h45.

Cinco mil ingressos foram trocados na bilheteria do Chevrolet Hall.  Para ter acesso aos shows o público trocou, antecipadamente, duas garrafas de 1,5 litros de água mineral por um ingresso, limitados em quatro por pessoa. Os 15 mil litros de água arrecadados serão encaminhados pelo Servas para as vítimas da seca em Minas.

Este ano, a previsão é de que a Rede Globo organize quatro edições do Festival Promessas. O primeiro já foi realizado em Recife no dia 26 de maio.

Depois de Belo Horizonte, será a vez de Brasília receber o festival, previsto para setembro. E a edição nacional será realizada em dezembro, em São Paulo.

[Com informações da TV Globo Minas]

Vizinho reconhece menina que sumiu em culto evangélico e deixa sequestrador fugir

Mãe reencontra com garota Brenda Gabriela que ficou desaparecida por cerca de duas semanas em São Paulo
Mãe reencontra com garota Brenda Gabriela que ficou desaparecida por cerca de duas semanas em São Paulo

Publicado originalmente no Agora [via Folha de S.Paulo]

A menina de quatro anos que havia desaparecido no dia 10 de junho durante um culto evangélico no Cambuci, centro de São Paulo, foi encontrada na tarde de ontem por um vizinho dela, na rua Vergueiro, também na região central.

Um homem não identificado pela polícia andava com Brenda Gabriela da Silva no colo quando parou em frente a uma loja de doces.

Coincidentemente, o repositor Alex Ramos de Carvalho, 18, trabalhava no local e reconheceu a menina, sua vizinha.

“Cheguei perto do homem e disse que ele tinha sequestrado a menina. Ele falou que era pai dela e que pegaria o registro para provar. Então peguei ela no colo e, com a outra mão, fiquei segurando ele”, conta Carvalho.

O homem acabou fugindo quando o repositor tentou pegar o celular para ligar para a polícia. O suspeito está sendo procurado.

A PM foi chamada pelo jovem, que levou Brenda até o 5º DP (Aclimação), onde ela foi reconhecida pela mãe.

“É muita felicidade ver a minha filha de novo”, disse Geisa Maria da Silva, 30.

Segundo PMs, a menina estava tranquila, mas com muita fome. Ela teve seus cabelos cortados bem curtos.

DESAPARECIMENTO

Brenda desapareceu durante uma celebração da Igreja Pentecostal Deus É Amor, após a mãe se descuidar e perder a menina de vista.

A polícia foi acionada e chegou a analisar imagens de câmeras de segurança do templo em busca de pistas.

Geisa deixou de trabalhar para procurar a menina –espalhou cartazes pelas ruas da região com a foto da filha. A igreja também fez uma campanha na internet.

Fonte: Folha

10 anos de história: Vineyard comemora uma década e recebe dois discos de Ouro

CD e DVD “Vem, Esta é a Hora – Ao Vivo” são premiados pela vendagem de 50 mil e 25 mil peças 


Um dos ministérios mais representativos da música de louvor e adoração, o Ministério Vineyard acaba de completar 10 anos no Brasil. A festa de comemoração por esta marca histórica aconteceu no Intervinha 2012 – congresso que reuniu pessoas das diversas igrejas Vineyard do país e também do exterior, realizado em Agudos, interior de SP.

Para deixar a ocasião ainda mais especial, a Aliança esteve presente no evento a fim de prestar uma homenagem com a entrega de dois Discos de Ouro, premiando o CD e DVD “Vem, Esta é a Hora – Ao Vivo” pelos 50 mil e 25 mil álbuns vendidos, respectivamente.

O prêmio foi entregue por Ricardo Carreras, diretor da Aliança, para um dos responsáveis pelo sucesso do selo Vineyarddesde sua criação, o ministro Luciano Manga. De acordo com Carreras, é uma alegria muito grande ser o canal de distribuição do Ministério Vineyard Music Brasil. “Nesses 10 anos milhares de pessoas tiveram acesso a esse conteúdo e nos orgulhamos em fazer parte disso. No entanto, cremos que é apenas o início. Ainda tem muito mais por vir!”, antecipou o diretor.

Durante sua trajetória, o movimento Vineyard tem sido responsável por difundir algumas das canções de louvor e adoração mais tocadas nas igrejas, como “Vem, Esta é a Hora”, “Reina em Mim”, “Senhor, Te Quero”, “Quebrantado” e muitas outras. Para Milton Lucas, presidente da Vineyard Music Brasil, ver essas músicas sendo cantadas ao redor de todo Brasil e desfrutar do respeito e admiração nas mais diversas denominações cristãs são alguns dos motivos da festa. “Nosso coração arde pelo futuro que o Senhor nos reserva”, afirma Milton.

Confira mais fotos da homenagem na Página Oficial da Aliança no Facebook: www.facebook.com/gravadoraalianca.

#Acesse também

www.apd.com.br/blog
www.twitter.com/alianca
www.youtube.com/videosapd

[Com informações da Assessoria de Imprensa Aliança]

VINACC promove Encontro de Blogueiros Evangélicos na 15ª Consciência Cristã

Com realização entre os dias 06 e 12 de fevereiro de 2013, acontecerá em Campina Grande-PB a 15ª edição da Consciência Cristã, que terá como tema central a passagem escrita em Romanos 12.2a- “E não vos Conformeis com este Mundo”.

Durante o Encontro acontecerão vários eventos paralelos que proporcionarão aos participantes uma programação ampla e diversificada. Em parceria com a UBE- União de Blogueiros Evangélicos- a VINACC anuncia que um destes eventos paralelos será o I ENBLOGUE- Encontro Nacional de Blogueiros Evangélicos, que receberá os seguintes preletores: Pr. Renato Vargens (ICNA/RJ), Drª. Norma Braga (IPB/CE), Pr. Carlos Roberto da Silva (AD/SP), Pr. Altair Germano (AD/PE), Valmir Nascimento (AD/MT) e Vinicius Pimentel (Voltemos ao Evangelho/SP).
Veja as temáticas que serão abordadas no I ENBLOGUE:

* “Entendendo a Blogosfera Cristã: A Gênese da blogosfera cristã: como tudo começou; A importância de existir uma blogosfera cristã; Como aumentar e melhorar a blogosfera cristã; A necessidade de qualificação dos blogueiros cristãos; Como potencializar a influência da blogosfera cristã?”

* “Blogosfera cristã: Ontem, Hoje e Amanhã: Princípios norteadores que devem reger a blogosfera cristã; A blogosfera cristã e o futuro da igreja brasileira; Qual a influência da blogosfera para a Teologia Cristã (Apologética e Cosmovisão). Blogosfera cristã: Focar o mundo, a igreja ou ambos?”

* “Blogosfera cristã: Ontem, Hoje e Amanhã: Princípios norteadores que devem reger a blogosfera cristã; A blogosfera cristã e o futuro da igreja brasileira; Qual a influência da blogosfera para a Teologia Cristã (Apologética e Cosmovisão). Blogosfera cristã: Focar o mundo, a igreja ou ambos?”

* “Do blog para a editora: como fazer posts se transformarem em livro: cases de sucesso”.

Dentro da programação do I ENBLOGUE acontecerá também a Mesa de debates – “A realidade dos blogs e a nova liderança intelectual”. Qual de fato é o poder da blogosfera evangélica? E por que os líderes evangélicos devem investir ou apoiar blogs reconhecidamente evangélicos? – que terá a participação de Valmir Nascimento, Altair Germano, Carlos Roberto da Silva, Renato Vargens, Vinicius Pimentel e Norma Braga.

Outra novidade já divulgada pelos organizadores do Encontro, será, em parceria da VINACC com a UBE, o lançamento de mais uma obra da Editora VCP -Visão Cristocêntrica Publicações- O livro “Manual do Blogueiro Cristão”.

A supervisão do I ENBLOGUE será do Dr. Uziel Santana Dos Santos, e a coordenação de Wallace Sousa- um dos diretores da UBE.
*Para participar do I ENBLOGUE será necessário inscrever-se.

O “chão vai tremer” com Davi Sacer em Montes Claros

Depois de quatro anos, quando se apresentou pela primeira vez em março de 2008 em Montes Claros-MG, no Ginásio Darcy Ribeiro, no Congresso Tempo de Avivamento, que teve a participação do pastor e músico Wesley Ros, Davi Sacer estará novamente em terras norte-mineiras. Com voz, letras e ministrações inconfundíveis, Sacer se apresenta com a sua banda na 38ª edição da Expomontes, no dia 4 de julho. O show será aberto pelo músico montesclarense, Ton Kristhian, da Igreja Batista Renascer (Ibremai), que recentemente foi premiado num dos festivais da música gospel mais concorridos do país, o Festsêmani, organizado pela Igreja Batista Getsêmani.

Aqueles que desejam assistir ao show do músico terão a oportunidade de não gastar nada. Isso porque o site Gospelmoc em parceria com a web rádio Há Esperança sortearão no dia 29 de julho ingressos para o show. Saiba mais no site de cada mídia ou entre em contato pelo telefone (38) 9192-6939. A Transnorte também está com uma promoção bacana para o show.

Que tal conhecer o músico pessoalmente e visitar seu camarim? Basta adquirir seu ingresso na Transnorte e você estará concorrendo.  A promoção é válida somente para o primeiro lote de ingressos, de valor promocional: R$10 (meia-entrada) e R$20 (inteira). Corra, garanta seu ingresso e concorra!

Davi Sacer

Não foi a saída do Ministério Apascentar, de Nova Iguaçu, que tirou o brilho do cantor que mais vende CD’s no segmento gospel atualmente. Seus sucessos não são como “Faz um milagre em mim”, de Regis Danese, que virou febre e foi executado até nas igrejas Católicas, mas seus hits, eternizados em CD’s como estão presentes nos ministérios de louvor de praticamente 90% das igrejas evangélicas desse país.

Promoção para conhecer Davi Sacer

Criado em uma família cristã, neto e filho de pastor, Sacer é o caçula de uma família de onze irmãos. Uma história marcante na família é contada até hoje, quando aos seis meses de idade, o músico foi acometido de paralisia infantil que o impedia de andar. Em um culto de oração, em meio a glorificações, Davi, aos três anos começou a andar. Cantar para multidões e ver seu trabalho reconhecido era questão de tempo e paciência no senhor, como sugere o Salmista. Isso porque a partir de uma percepção do irmão mais velho, que o viu cantar divinamente, seu ministério musical já iniciava ali, aos 8 anos de idade.

Em 1994, participou da gravação do CD Minha Porção, onde suas primeiras composições foram gravadas. Foi na JOCUM que Davi conheceu sua esposa Verônica Sacer, que integrava o mesmo ministério de louvor. De 1997 a 2000, fizeram parte do Tabernáculo de Davi com o Pr. Cláudio Claro, com quem gravaram dois CDs: 10 Anos e Espírito Santo, fazendo participação nas músicas “Profetiza e Glória Aleluia”.

O Grupo Toque no Altar foi iniciado em 2003, junto a outros integrantes, Davi consolida seu ministério através de suas composições e ministrações, que marcaram muitas vidas pelo Brasil e pelo mundo.

Premiações

Como Ministro de louvor, durante cinco anos consecutivos concorreu no Troféu Talento 2005 e 2006 pelo Ministério Toque no Altar, e de 2007 a 2009 pelo Ministério Trazendo a Arca, onde foi premiado em diversas categorias, dentre elas como Intérprete e Compositor. Com o lançamento do CD Deus não falhará, foi dado início ao projeto solo.

Sucesso em mais de 66 países, mais de 4 milhões de discos vendidos e mais de 1 milhão de pessoas por ano em todo o Brasil sendo alcançadas, tocadas, ministradas e restauradas pelo poder de Deus. É o que esperam os adoradores, fãs e apreciadores do moderno e contagiante estilo de louvor congregacional que será ministrado por Davi Sacer na 38ª edição da Expomontes, no dia 4 de julho. Diante dos últimos acontecimentos na cidade por conta dos constantes tremores de terra, confirmados pelos aparelhos sismológicos de Brasília-DF, fica até complicado encerrar o texto afirmando que “o chão vai tremer” no dia do show do Davi. Brincadeira, gente. Maranata, ora vem Senhor Jesus!

%d blogueiros gostam disto: