Início > Informações, Religião, Cristianismo, Montes Claros, Música, Vida Cristã, Gospel, Notícias, Mundo Cristão > Obrigatoriedade do ensino da Música na Educação Básica em debate na Unimontes

Obrigatoriedade do ensino da Música na Educação Básica em debate na Unimontes

 

 

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) está ampliando o espaço junto à comunidade acadêmica para discussões acerca da aplicação da lei federal 11.769, de 18 de agosto de 2008, que dispõe da obrigatoriedade da educação musical no ensino fundamental e médio. A iniciativa envolve os professores do departamento de Artes e a coordenação do curso de Artes/Música, assim como os alunos da graduação, além de professores do Conservatório Estadual Lorenzo Fernandez (CELF) e egressos da instituição que já atuam como profissionais em universidades e faculdades de outros estados do País.

“Como centro de formação profissional, a Unimontes tem um papel decisivo neste contexto”, avalia o professor Marco Neves, chefe do departamento de Artes, do Centro de Ciências Humanas (CCH), e representante da Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM) para Minas Gerais. Ele lembra que a Universidade é a única referência na oferta de um curso superior em Música para uma área que chega a 35% do território mineiro e, por isso, naturalmente, “se transforma como polo dos debates sobre a educação musical”.

Partindo dessa compreensão, “a Unimontes reforça seu compromisso de apresentar propostas para o aprimoramento das metodologias, conteúdos, estratégias do ensino da música, além dos cursos de capacitação para professores do Município e de outras áreas do Estado”, observa o professor Marco Neves.

Promover eventos 

Além da participação em reuniões técnicas e audiências públicas sobre o tema, a proposta da Unimontes é de realizar eventos acadêmicos como encontros, seminários e congressos. Em abril último, por exemplo, a comissão de cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais realizou em Montes Claros o 7º encontro no interior do Estado sobre a aplicação da lei federal 11.769/2008.

O evento reuniu cerca de 200 pessoas, entre professores e acadêmicos da Unimontes, alunos do ensino médio, do Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez e representantes do setor público.

Ao final, foi apresentada uma carta elaborada por representantes da Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM) e de universidades federais e estaduais, entre mestres e doutores, pontuando os benefícios da música na formação humana, a partir de três questões: 1) a música como disciplina específica; 2) uma carga horária definida na estrutura curricular; e 3) somente a contratação de professores graduados em música.

Na área de Música, a Unimontes já graduou aproximadamente 700 profissionais em 25 anos de existência do curso. Atualmente, há 80 alunos na graduação. São ofertadas 25 vagas no processo seletivo, com a obrigatoriedade de realização de uma prova de aptidão para os candidatos.

Acesse a carta elaborada por professores e representantes da Unimontes, ABEM, INEP e de universidades estaduais e federais

 

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: