Ultimato lança três livros na FLIC

Terceiro dia da FLIC: leitores ouvem explanação dos autores da Ultimato (foto: Divulgação)

Com a presença dos autores, a Editora Ultimato lançou ontem (dia 06) três dos seus mais recentes livros no terceiro dia da FLIC (Feira Literária Internacional Cristã), em São Paulo, SP. A missionária Durvalina Bezerra, o blogueiro Marcos Botelho e o pastor Carlos Queiroz apresentaram respectivamente o conteúdo deA Missão de IntercederVida Cristã Fora da Caixa e A Oração Nossa de Cada Dia.

O que seriam três palestras consecutivas acabou se tornando uma mesa redonda informal e participativa com os três autores. O encontro com os leitores começou por volta das 19h30 e terminou depois das 22h. 

Durvalina foi a primeira a falar. Ela lembrou que a oração é fundamental para a missão da igreja e o relacionamento com Deus. “A oração precede tudo o que fazemos”, disse. Ainda no tema da oração, Carlos Queiroz falou sobre seu livro A Oração Nossa de Cada Dia, lembrando que o Pai Nosso não é simplesmente uma fórmula. “Presumo que aqui Jesus não está ensinando a orar, mas a viver”. Já Marcos Botelho ressaltou que o livro Vida Cristã Fora da Caixa nasceu a partir de sua experiência de conversão de uma religiosidade vazia para um encontro real com o Evangelho de Jesus. “Eu era um religioso como o irmão mais velho da parábola do Filho Pródigo. Foi então que descobri que precisava me converter; não à religião cristã, mas ao Evangelho de Cristo”. Ele lembrou que alguns fatos em sua vida pessoal o fizeram fugir do perfil de religioso, como uma série de estudos bíblicos baseados no Evangelho de Marcos que ele fez junto com os adolescentes de sua igreja local.

Quando os participantes começaram a fazer suas perguntas, o tema que predominou foi a crítica a uma vida cristã apenas religiosa, ou como Botelho diz, “uma vida cristã dentro da caixa”. Carlos Queiroz lembrou que é impossível que qualquer “caixa” contenha o Evangelho de Jesus. “O Evangelho é o fermento muito poderoso e soberano que não cabe em nenhuma ‘caixa’ religiosa”, disse.

Durvalina ressaltou que o bonito do Evangelho é que há vários dons diferentes e que isso pode ser usado para o reino de Deus. “Deus usa a todos, com jeitos diferentes”. Marcos Botelho disse que os meros religiosos não oram. “Agora entendo que, na verdade, os religiosos não oram; eles apenas dizem que oram. Se oração é o verdadeiro encontro com o Jesus do Evangelho, e é feito no quarto secreto, é mais difícil saber quando um discípulo ora. Já o religioso é um bravateiro”.

No final da mesa redonda, a Ultimato sorteou os lançamentos entre os presentes.

A FLIC continua até amanhã, dia 08. Hoje, a partir das 18h30, acontecerá a cerimônia de divulgação dos livros vencedores do Prêmio Areté. A Ultimato é finalista em três categorias, entre elas, a de melhor revista (Ultimato).

Fonte: Ultimato Online

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: