Redes sociais. Perfil da Veja no twitter é invadido por hackers

anonymus

Perfil oficial da Veja no Twitter hackeado no início da tarde desta segunda-feira (17/06)

O perfil oficial de uma das maiores revistas semanais em circulação no país, a Veja, foi invadido no início da tarde desta segunda-feira (17) pelo grupo #AnonymousBrasil. Os posts não oficiais começaram a ser postados às 12h48.  Até o início da tarde, o grupo havia feito pelo menos sete posts, todos com teor anarquista e revolucionário, apoiando o movimento contra o aumento das passagens, que desencadeou no Sul do país.

post_veja

Último post oficial da Veja publicado no perfil (reprodução/Twitter)

Há pouco, por volta das 13h, a fan page oficia da publicação impressa divulgou nota, na seção “Vida Digital”, na qual sinaliza aos leitores e internautas que “a publicação das notícias de VEJA foi interrompida às 12h20 e todos os tuítes postados a partir desse horário são de autoria dos invasores”.

Ainda segundo a postagem da Veja, dois perfis ligados a VEJA foram invadidos nesta segunda-feira. As contas são @VEJA, o perfil principal da publicação, e @radaronline, assinada por Lauro Jardim, redator-chefe da revista.

A publicação das notícias de VEJA foi interrompida às 12h20 e todos os tuítes postados a partir desse horário são de autoria dos invasores. O bloqueio dos perfis já foi solicitado pela redação à rede social.

Contra-ataque

A direção de Veja Online com certeza deve contra-atacar. O interessante para os que curtem mídias sociais, internet, marketing digital e tendências digitais, bem como o conteúdo postado diariamente e semanalmente em Veja é acompanhar como será o desentranhar dessa história. História que nos faz um alerta.

Atualmente, o perfil da Veja no Twitter tem mais de 2,5 milhões de seguidores na rede social. No facebook, a fan page da revista tem 1,8 milhões de fãs.

Trata-se de um “vandalismo virtual” que sai das ruas e toma as redes (sociais).  É o conhecido “ativismo de sofá” que, novamente, tenta forçar a atenção do país e do mundo para uma causa coletiva, mas que perde o foco com ações ilegais, violência – sem generalizar outros movimentos sociais que tem um ativismo bacana – expondo a fragilidade não só de um perfil isolado como o de Veja, mas de um sistema universal e complexo.

Volto a dizer. Pra gente, fica a expectativa e o exemplo de como a publicação irá se safar dessa ação estranha e, diga-se, ilegal.

Andrey Librelon

Editor do Blog

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: