Arquivo

Posts Tagged ‘Conteúdo Cristão’

“A mediocridade na música e a pequenez criativa estão ligadas ao contexto e ao tipo de púlpito que os músicos vivem”, Marcos Almeida

Marcos Almeida. Uma das raras vozes do atual cenário musical gospel que tive o prazer de conversar, entre tantos outros que também tive a satisfação de ouvir nessa caminhada jornalística cristã. É o tipo de cara que te atrai para uma conversa sincera, um partilhar de ideias novas.  É o cara que te ouve e sente, mas quer dar um recado bacana sobre o que pensa sobre assuntos variados, como por exemplo o mercado musical cristão vorazmente taxado de Gospel.

Almeida é uma dessas vozes que considero – ele também se considera – contrárias ao ao pervertido mundo da música gospel que cada vez mais endossa o mercado e, porque não, dissemina a terrível e temível teologia da prosperidade em detrimento de uma teologia que vê o homem em sua integralidade.

E por falar em integral, anteriormente replicamos na íntegra no blog de CONTEÚDO o mesmo bate-papo, porém sem o vídeo. Consideramos, portanto, ser de extrema importância e de notável interesse público saber o que pensa Marcos Almeida, que nessa entrevista exclusiva à CONTEÚDO, depois de participar do show de lançamento do DVD do músico Ricardo Vianna realizado em Montes Claros-MG, dá detalhes de sua pausa na banda {Palavrantiga}. “O que sustenta a gente não tem nada a ver com música”, uma entre tantas outras frases que marca essa entrevista.

Confira a entrevista na série #ConteúdoEntrevista

ENTREVISTA “O que sustenta a gente não tem nada a ver com música”, diz Marcos Almeida que se despede do Palavrantiga

Na cidade dos homens, tem músico que sabe cantar. E bem! A frase é uma referência a uma das letras (Rookmaaker) do músico, compositor e poeta cristão, vocalista da banda mineira Palavrantiga, Marcos Almeida, que participou da segunda etapa do lançamento do DVD do músico montes-clarense, Ricardo Vianna. Vianna recebeu no palco, especialmente montado no estacionamento da Fasi, bandas expoentes e veteranas do cenário cristão regional. Nesta entrevista concedida ao jornalista Andrey Librelon, editor da Revista Conteúdo Cristão, logo após o show, Marcos Almeida mostra simplicidade, empatia e diz que é importante ter vozes contrárias a, digamos, teologia da prosperidade. Confira abaixo.

Vocalista do Palavrantiga, Marcos Almeida, em show em Montes Claros-MG (Foto: Matheus Peireira/Conteúdo Cristão e Rosana Rabelo/Divulgação)

Conteúdo Cristão – Partindo da proposta de Rookmarker, de que a arte não precisa de justificativa, você acredita que a música é apenas um instrumento de adoração?

Marcos Almeida – Depende de quem faz a música, não é? Adoração não tem a ver com o objeto em si, mas quem manuseia o objeto.

CC – Estilo diverso, letras profundas e que fazem pensar, diferente das músicas e letras que percebemos a partir de cânticos congregacionais que são endossados pela maciça campanha da teologia da prosperidade. Como é trabalhar na contramão desse mercado?

MA – É importante ter vozes diferentes. Aliás, eu torço para que outras vozes surjam, sejam a favor ou contra, não sei, mas que seja diferente, autêntico. A gente está tentando ser bem honesto com aquilo que a gente está fazendo.

CC- Essa é que é a verdade?

MA– Na verdade, a música que eu faço tem a ver com as experiências que vivo. Então, não consigo fazer muito do fingimento do artista. Todo o artista tem um pouco de fingimento nele. (risos). Eu fico mais ligado naquilo que estou experimentando, vivenciando. A teologia da prosperidade dá muita ênfase em certas coisas e esquece, sabe, outras partes do evangelho, da vida, e realidades sociais não se aplicam à ela, não é para todo o mundo. Enfim, acho importante ter vozes contrárias sim.

CC – A Igreja atual me parece ser muito resistente ao ‘estilo pop’ em detrimento aos louvores congregacionais executados em exaustão em nossos templos você não acha.

MA – Não sei! Existem muitas igrejas, né (sic) cara. A comunidade que eu participo, por exemplo, é muito eclética. Temos cultos que tem axé, rap, forró e tem o culto clássico que eu participo aos domingos pela manhã que tem só hino, com coral, quartetos, piano. Acho que vivemos num tempo de convergências, onde as diferenças conseguem conviver bem. O que sustenta a gente não tem nada a ver com música, não é? Quando o cara cai na real em relação a isso, as diferenças ficam menores.

CC– Na cidade dos homens, tem gente que consegue ouvir?
MA– (risos altos) Acho que sim! (risos altos) Acho que sim!

CC– Em entrevista à Rede Super (Igreja Batista da Lagoinha) em 2012, você disse que o grande desafio enquanto músico é transformar uma produção, um texto ou poesia, num produto que é exposto na prateleira. É o principal desafio do músico cristão?

“Toda essa questão da mediocridade nas letras de muita música gospel, essa pequenez criativa, não é culpa dos caras que compõem, não. Está relacionado ao contexto que eles vivem”

Marcos Almeida, músico

MA – A tensão maior é quando você vê um material que é da alma, que não tem preço, virar um item de prateleira. Você vive essa tensão sempre. A arte, a música não tem valor monetário e você acaba tendo que gravar um disco e esse disco vai ter que ir para a prateleira, vender enfim. Esse é o sentido, da arte tocar algo que não tem preço.

CC – Você que lê Rookmarker (risos) acha que os cristãos/evangélicos estão carentes de uma literatura que os interesse, que os faça curtir esse tipo de música?

MA – Isso está muito relacionado com aquilo que a gente lê e o que a gente ouve. E não só isso. Também tem a ver com o que a gente ouve nos púlpitos das igrejas. Toda essa questão da mediocridade nas letras de muita música gospel, e essa pequenez criativa, questão poética, não é culpa dos caras que compõem não. É o contexto que eles vivem. Se eles tivessem um púlpito melhor, se tivessem uma pregação mais abrangente e tivessem coragem de se encontrar com outras frentes, outras vertentes cristãs, acredito que eles iriam se enriquecer mais. Então, para quem aprecia a arte também. É muito contextual. Então, toda a arte também tem esse vínculo com o social, com o tipo de pessoal, família, igreja, bairro. Enfim, acaba tocando em coisas mais amplas.

CC – A banda Palavrantiga, que você integra, anunciou oficialmente há duas semanas nas mídias sociais que o Marcos Almeida entrará para um ‘período sabático’. Para alegria ou tristeza dos fãs, o que significa esse período?

MA – (risos altos) As pessoas me perguntaram se “sabático” é uma nova banda (risos).  E nem virei judeu! (risos)

CC – Tem a ver com a banda Black Sabbath? (rs)

MA – (risos) Não, cara. Não tem nada a ver. (risos) Não é uma nova banda. Mas é preciso renovar. Eu preciso me encontrar com coisas novas, me inspirar naquilo que eu não me inspirava antes. É isso que eu estou esperando. Um tempo de reflexão, de descansar a terra do coração.

CC – Você tocou pela primeira vez em Montes Claros. O que você achou de pisar na terra de Beto Guedes?

MA – Me tragam de volta aí (risos). Gostei de mais, cara, muito mesmo. Me senti em casa. Amo Minas, amo Montes Claros, terra do Beto Guedes, e de tanta gente legal que fez e faz história. Espero voltar, quem sabe, o mais breve possível. Deixo pra Montes Claros a motivação de continuarem a compartilhar a esperança subvertendo a esse mundo com alegria.

Os 10 jovens evangélicos mais influentes de 2013

O blog Conteúdo Cristão, em nova retomada e assiduidade em 2014, elege os “Dez jovens evangélicos mais influentes” em Montes Claros, de acordo com a percepção dos editores sobre a capacidade de liderança e influência dos eleitos na definição da agenda cristão-evangélica em Montes Claros e região. Foram consultados leitores, parceiros e pessoas ligadas à publicação. Entre os escolhidos, pastores, jornalistas, líderes em geral e expoentes do meio.

ABIEL DURÃES – CIRCUITO GOSPEL/REDE/CINEMA EM DEBATE Abiel Durães Criador do informativo e do site Circuito Gospel. Ex-membro atuante da ABU e diretamente ligado aos principais eventos da cidade, com cobertura exclusiva ampla divulgação em portais e redes sociais dedicados à divulgação das atividades de igrejas e eventos evangélicos locais. Além disso, é coordenador do Cinema em Debate, projeto que possibilita ao público jovem participar de discussões críticas e produtivas a partir da mostra, que já deve ter percorrido os quatro cantos da cidade. Todos conhecem Abiel Durães!

DANILO SILVA –  MINISTÉRIO TRANSFORMADOS

Danilo Silva

Seminarista do MTC Latino-americano. É mais conhecido pela liderança que exerce a partir do Ministério Transformados, que gravou o CD infantil “Melhor que Tudo”. Músico, ele é o curador do I Festival de Corais Infantis do MTC Latino-Americano, iniciativa musical que reuniu corais infantis de várias partes da cidade. Tem participação ativa também nos principais eventos culturais cristãos, sabe lidar com gente e com crianças, e tem um futuro promissor como seminarista. É sempre interessante saber que, na contramão de tantos ideais fora do contexto bíblico, jovens inteligentes e focados como Danilo têm procurado cada vez mais aprofundar seus conhecimentos sobre Cristo, missões e o contexto integral da mensagem salvadora.

DRIKKA QUEIROZ – JORNALISTA

Drikka

Militante do excelente jornalismo, Drikka é competente e é bem sucedida em todos os eventos que realiza, como o concorrido Prêmio Gente e Ideias, que chegou a sua décima edição, e o Choro e Cia, além de tantos outros que dirige e coordena. Visionária, explode em ideias, tendo no correr do ano, promovido shows e lançamento de CD´s como o de Luiz Henrik. Além de ser atuante na igreja em que frequenta, participa ativamente, de forma direta ou indireta, de projetos como o luz da madrugada, projetos missionários e outros. É referência no meio pela ousadia, caráter e impecável organização dos eventos que promove.

FERNANDO ROBERTO CRISTOVAM SILVA – PASTOR

Fernando 2

Recém-formado na Escola Superior de Teologia e Estudos Transculturais pelo MTC Latino-Americano é líder assumido. É outro jovem cheio de inspiração, desejos e projetos que tem modificado a realidade a partir do contexto bíblico. Sempre atuante na igreja, seu empenho o levou a ainda jovem estar à frente de uma congregação, além de ter cadeira cativa no Conexão Jesus, onde contribui há dois anos. Sempre que convidado, está presente para ministrar aos mais de 400 jovens que pintam por lá. Aliado da juventude, Fernando, sem dúvida, serve de exemplo!

LUCIANO SANTO – PROJETO LUZ NA MADRUGADA

Luciano Santo

É um dos destaques do projeto Luz na Madrugada, que está sob a direção e coordenação do brother João dos Santos Júnior, o conhecido “Duinha”, e  Gilberto Pinheiro. Luciano Santo faz parte de uma equipe de mais de 25 pessoas de diversas igrejas evangélicas da cidade que voluntariamente assistem a comunidade de rua e dependentes químicos. Idealizado por Duinha, a priori, o projeto promove a entrega de agasalhos e refeições, além de levar uma palavra de apoio e incentivo aos marginalizados. O projeto conta com especial apoio e participação do Gospel Moc, Circuito Gospel, Max Centro de Cópias e o Seminário Batista Norte de Minas. O número de voluntários é crescente e o projeto já tomou as páginas dos principais sites evangélicos do país devido a sua importância e serviço. É desejo de todos, inclusive o nosso, que o projeto tome as madrugadas não só da cidade, mas da região, do Estado, do País. Luciano Santo e os coordenadores do Luz na madrugada foram o principal destaque em 2013.

LUIZ DENISON BATISTA – ABU

Luiz Denisson

Outro jovem líder cristão que tem se levantado para invadir, no bom sentido, as faculdades e universidades da cidade a partir de boas músicas, estudos intuitivos e com debates acirrados, como tem que ser. Atualmente, às quartas-feiras, promove em parceria com a Aliança Bíblica Universitária (ABU) e jovens cristãos universitários engajados pockets, ministrações e momentos de louvor e gratidão dentro desses locais, onde poucos grupos têm acesso e liberdade para discutir sobre Jesus e sua cruz. As Faculdades Santo Agostinho em Montes Claros concedeu espaço (um dos maiores auditórios da cidade) para uma noite de louvor e adoração cristã. 2014 promete, Luiz Denison.

MOISÉS CARECA – PROMOTOR DE EVENTOS Moisés Careca Candidato a vereador, embora não eleito, não perde a esperança de um dia representar seu fiel público. Com quase 10 mil seguidores nas redes sociais, sem dúvida, é o jovem mais conhecido e caricatural dentre os listados. Simpático, simples e comunicativo, tem livre acesso a pastores, empresários e organizadores de eventos na cidade. Atualmente comanda um dos programas de maior audiência na rádio Expressão FM. É metido a humorista e dublê de stand up comedy. Pode contar com Moisés Careca, que ele resolve. Com tantos, parceiros e uma fiel esposa, que por sinal é uma ótima escudeira, vai abraçar  e agitar a galera com outros eventos em Montes Claros e região.

PAULO CÉSAR LANDIM – LÍDER DO CONEXÃO JESUS Paulo César Landim Idealista, quase Economista formado. Não foge da raia! Embora não se considere pastor, ainda, ele arrebanha muitas ovelhas na “Sexta Conectada”, iniciativa jovem cristã que está bombando há dois anos no principal point da cidade, onde jovens cristãos e não cristãos se encontram nas noites de sexta na cidade. O púlpito? Um tambor pintado a tinta óleo, estilizado. Sem liturgias e formalidades dos cultos convencionais de nossas igrejas que o Conexão Jesus, liderado por PC Landim, é parada obrigatória de adolescentes, jovens e até adultos.  A arma para atrair tanta gente é o descompromisso com a liturgia, música de qualidade e boas celebrações. As mensagens são as mesmas, os pregadores são diferentes,  mas o ambiente é familiar. E quem chega pela primeira vez se assusta, pois pensa estar na própria sala de estar. Sem dúvida, Paulo César é uma das cabeças jovens pensantes dessa nova onda/geração que não para de crescer. É um incansável. Tem visão e está na crista da onda. Tem o poder de envolver as pessoas. É um articulador, sempre engajado, político e tem pinta de galã. É um perseverante que luta há 10 anos e começa a colher. Tem muito trabalho pela frente e não para de raciocinar. Por exemplo, enquanto a gente escrevia esse texto, ele deveria estar em alguma reunião “tramando” quem sabe o futuro da nação, ou melhor, procurando um novo espaço para receber novas tribos na sua aldeia que quer fervilhar de gente que exala o cheiro de Cristo em 2014.

PAULO LEOCÁDIO JÚNIOR – PASTOR E CRIADOR DO PROJETO SHOW DA VIDA Paulo Leocádio Jr Criador e organizador do Show da Vida, um megaevento da igreja Assembleia de Deus, conhecido como “Ação Global do Sertão”, o jovem pastor, filho do também pastor Paulo Leocádio, é outro líder que arrebanha e arrebata multidões por onde passa. Ministrações coerentes e instigantes, reveladoras e que fazem pensar. Bacharel em Direito, Paulo Jr é um orador que sabe cativar o seu público, embora não precise. Músico e também idealista, torce e participa no sentido de que mudanças ocorram nessa geração. Vez ou outra dá as caras na TV e nas rádios, onde é preciso e não titubeia ao anunciar o reino de Deus de forma clara e concisa. Um legado do pai? Com certeza! É um cara vibrante e sabe trabalhar em equipe. Um exemplo a ser seguido e elogiado. Não pelas suas conquistas, sua fama, sucesso ou berço, mas por elevar o nível da cultura evangélica cristã que ainda tema em viver em descompasso com o que Cristo prega. Mas iniciativas como o Show da Vida e o belo Coral da Assembleia demonstram que a Igreja Evangélica de Montes Claros deixa entender que quer mudanças e pode provar que dá para ser uma igreja que serve.

THIAGO FELIPE – PROMOTOR DE EVENTOS/ELITE GOSPEL Thiago Felipe Sonhador e inquieto, Thiago Felipe é empresário do setor de educação e hoje um dos principais promotores de shows evangélicos na região. No currículo constam shows de Thalles Roberto, André Valadão, David Quinlan, 4×1, Chris Duran, Pregador Luo  e tantos outros. O empresário anda com mais de três aparelhos telefônicos móveis no bolso. Não é ostentação. Trata-se de um jovem de negócios que possui uma das agendas telefônicas mais “cobiçadas” da cidade. Isso por conta dos bons contatos e relacionamentos estratégicos que aglutina para promover seus eventos com sucesso. Um dos parceiros é o Som do Céu, empresa especializada em eventos de mesma natureza e que contribui efetivamente para o “desvio” dos músicos do eixo Rio-São Paulo para que eles sejam vistos no Norte de Minas. 2014 promete. Na lista de contatos confirmados estão Pr. Lucinho Barreto e Chris Duran.

Terceira vez de Thalles. “Meu sonho é ser igual ao Michael Jackson”, revela músico

 

Músico revela desejo de ser a principal referência musical no país com planos de “ganhar” o mundo

Foi em meio à distribuição de autógrafos, pose para dezenas de flashes, uma conversa de pé de ouvido aqui e ali e uma disputa saudável, talvez acirrada, de atenção com fãs e produtores do músico que conseguimos nos aproximar do cantor Thalles Roberto. Não é exagero dizer que se trata da sensação gospel do momento. Antes do show, talvez nem ele soubesse que se tornara um artista tão querido pelos rincões norte-mineiros.

Talvez, também, seja por isso que a noite de 19 de novembro de 2013 ficou registrada nos anais dos eventos cristãos/evangélicos da região. Depois de fazer duas apresentações consideradas magras em Montes Claros no passado, sem a fama de agora, a “terceira vinda” de Thalles Roberto à terra do Pequi fez com que um novo público fosse formado.

 

Crianças, jovens, adultos e também idosos queriam ver de perto quem é este que arrasta multidões com estilo, atitude e ousadia. Predicados raros do meio. Esse seu último show no Norte de Minas foi marcado como memorável. Um show para cristão nenhum botar defeito.

Ônibus e caravanas de todas as regiões norte-mineiras vieram assistir Thalles Roberto, no Parque de Exposições João Alencar Athayde. Egresso do pop rock brasileiro – fez tour durante cinco anos como “crooner” com a banda mineira Jota Quest – o filho de pastor, mineiro de Passos, autor, compositor e escritor, Thalles é o atual e principal expoente da música gospel brasileira.

A entrevista

Uma hora e meia depois que Thalles deixou o palco, ele ainda atendia fãs ao redor de uma S10 cabine dupla, pronta para levá-lo ao hotel. Foi quando falou conosco. Calmamente, sem o calor da plateia, sentado como passageiro da pick-up, falou sobre mídia, cenário gospel, carreira, o sonho de se tornar um novo Michael Jackson e não menos importante na entrevista: o sonho messiânico de se tornar voz no deserto árido e sedento brasileiro e ser referência e canal para levar o evangelho “louco de Cristo” que ele mesmo sustenta.

Como Thalles mesmo diz, “loucura é não falar de Cristo”. Subir no palco para fazer graça e ganhar fãs parece fácil, na concepção de Thalles. Difícil é viver o que prega e revelar musical e artisticamente o momento no palco. “Isso é loucura”, conclui Thalles.

(*) Andrey Librelon – Jornalista, editor do Blog Conteúdo Cristão

“Não sou artista, sou pastor”, esclarece Thalles sobre polêmica da limousine

Thalles esclarece informação sobre suposta promoção em limousine 

Fake. Promoção falsa espalhada pela internet é desmentida por assessoria do cantor

As redes sociais e a internet andam causando polêmica. Dessa vez, o alvo dos chamados trollers foi o pastor e cantor mineiro Thalles Roberto. “Na limousine com o Thalles é fácil. Quero ver louvar com a galera no fundo da Fiorino”. Assim foi iniciada uma polêmica envolvendo o cantor que, indiretamente, foi envolvido numa promoção que levaria o fã ao show do cantor numa limousine.

A verdade veio à tona na manhã desta quarta-feira (21/11), quando o músico usou, primeiramente, as redes sociais, logo em seguida sua assessoria de imprensa deu nota completa para explicar o imbróglio.

Somente depois da repercussão nas redes sociais, Thalles tomou conhecimento da promoção. De acordo com a assessoria, o músico não está realizando qualquer tipo de promoção referente a passeio em limousine ou similar. “Toda e qualquer promoção, agenda e notícias oficiais são publicadas primeiro no site”.

O músico Thalles Roberto. Foto postada em uma de suas redes sociais

“No dia que eu entrar em uma limousine com um fã para ir a um show, pode dizer que eu estou doido e jogar uma pedra na minha cabeça. Jamais faria isso, sou pastor de ovelhas, não artista”, brincou o músico.

Segundo Thalles, o responsável por esta agenda em sua equipe entrou em contato com a organização do evento informando que ele não vai participar de nenhuma programação deste tipo, mesmo que tenham feito sem qualquer autorização oficial dele.

“Se um dia alguém me encontrar numa limousine com um fan é pq eu to doido, pode me internar! Não tenho cara. Minha missão é evangelizar”, postou Thalles em seu perfil no Twitter.

“Nem todos que dizem Senhor, Senhor vão entrar no reino dos céus. Quando nos tornamos pessoas públicas esse tipo de informação se espalha sem tomarmos conhecimento. Eu não sou artista, sou pastor. As pessoas que me acompanham não são fãs, são ovelhas. Tenho muito respeito e temor pelo chamado que o Senhor me confiou”, completa Thalles.

D’ Passagem lança 1º CD e divide palco com Carlinhos Félix hoje em Montes Claros-MG

Por Adriana Queiroz

 Hoje é uma data muito especial para a música gospel em Montes Claros e região. A banda montes-clarense D’Passagem faz o lançamento de seu primeiro CD intitulado Se eu me arrepender, às 21h, no Automóvel Clube de Montes Claros.

E são muitos os motivos para comemorar, afinal, o grupo já participou de importantes eventos, sempre com o mesmo objetivo: falar sobre o amor de Deus as pessoas.

Fotos: Divulgação

– Estamos felizes com a realização desse sonho, que na verdade se concretiza depois de um longo trabalho prestando auxílio às igrejas na área musical através de oficinas e workshops, como também em ministrações  e celebrações, diz o vocalista Fellipe Freire.

A banda D Passagem já participou de congressos, conferências, festivais e diversos eventos em nosso estado. Recentemente lançou o site

A banda é composta pelos músicos Jeremias Soares (vocalista), Bruna Librellon (vocalista), Murilo Freitas (baterista), Tim Silva (guitarrista), Daniel Alves (violonista), Francisco Júnior (baixista), Daniela Xavier (vocalista) e Fillipe Freire (vocalista). Participam do show nesta noite, o tecladista Saulo Leony, o guitarrista Sidney Pereirão e o baixista Riquinho.

– A cada dia temos amadurecido como servos de Cristo, como músicos e profissionais. Nossa música é para atingir todos os públicos e a mensagem de vida é para alcançar pessoas de várias religiões. Antes cantávamos praticamente só dentro das igrejas. O que fazemos hoje é cantar e celebrar ao nosso Deus por onde passamos,seja na igreja, em templos, festas agropecuárias, – hoje no Automóvel Clube – temos cantado o amor de Deus e levado essa alegria para todas as pessoas, diz o vocalista.

No repertório dez faixas, sendo duas regravações e oito composições autorais, entre elas, Se eu me arrepender, A resposta, Tudo vai ficar bem e Descansar em mim.

Um dos convidados especiais do encontro musical é o cantor e compositor Carlinhos Félix, considerado um dos precursores e um dos mais notáveis intérpretes do rock cristão no Brasil. Suas composições registradas em discos como Mais Doce que o Mel (1981) e Luz do Mundo (1983) marcaram gerações.
Serviço

Quando: Quarta-feira (14), às 21h
Onde: Salão de eventos do Automóvel Clube, Rua Dom João Pimenta, nº 127 – Centro
Quanto: R$20,00
Ingressos: (38) 9193-2123 e 8428-9079 e lojas Livraria Vida e Lá Equipamentos Musicais

Veja os parceiros do evento

Fonte: O Norte de Minas

Televisão. Show da Fé estanca ibope de horário nobre da Band

Apesar dos investimentos e mudanças na programação noturna da Band, a faixa nobre da rede segue com a mesma média de audiência de 2011: 3,5 pontos. Cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande SP.

Essa estagnação tem ligação direta com a venda de parte do horário nobre para o programa religioso de R.R. Soares, que derruba a audiência no horário.

Fonte: (Outro Canal

%d blogueiros gostam disto: