Arquivo

Posts Tagged ‘Norte de Minas’

De viciado em drogas a vereador, Irmão Waldiney é eleito em Montes Claros

Ele pretende construir um centro de recuperação de dependentes químicos. O vereador ficou conhecido por fazer propaganda volante em Montes Claros

Vereador eleito com 2.653 votos quer ajudar
dependentes químicos a largar o vício
(Foto: Thiago França/G1)

“Eu não me amava. Esqueci do mundo e de mim”. A declaração é do vereador eleito em Montes Claros (MG) pelo PHS, Waldiney da Silva, de 34 anos. O irmão Waldiney, como é conhecido, falou ao G1 sobre os 10 anos em que foi dependente químico.

Ele começou a consumir drogas aos 15 anos de idade, passou por quatro centros de recuperação e chegou a morar na rua durante um mês.Waldiney chegou a ter uma overdose e sofreu uma parada cardíaca. A última vez que consumiu drogas foi em 2004. “Foi quando tudo começou na minha vida. Eu falei com Deus que eu iria mudar”, conta.

Ele começou a frequentar uma igreja evangélica e sentiu que sua vida começou a ser transformada.”Troquei a minha família e meus sonhos sonhos pela droga. Fui morar nas ruas, não por falta de casa ou comida, mas porque eu não não gostava de mim”, revela. O vereador eleito conta que o pai foi um dos responsáveis por fazê-lo largar o vício. “Ele falava comigo: “Deus vai te dar força, você vai sair dessa’. Ele me ajudou muito”.

Tem muita gente precisando de oportunidade para mudar de vida ”

Irmão Waldiney, vereador eleito

O Irmão Waldiney se casou e começou a trabalhar com propaganda volante pelas ruas de Montes Claros, foi quando passou a ser conhecido e a conhecer a realidade dos bairros carentes da maior cidade do Norte de Minas.

Ao receber um convite do presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), resolveu concorrer ao cargo de vereador. Um dos motivos, segundo ele, foi a vontade de criar um centro de recuperação para dependentes químicos. “Tem muita gente precisando de oportunidade para mudar de vida. Qualquer ser humano pode dar a volta por cima”, destaca.

O vereador eleito também promete trabalhar para melhorar a saúde na cidade e é a favor da construção do hospitaldo trauma e regional. Ele afirma ainda, que a região do córrego das Melanciais precisa de asfalto, de estrutura para quem pratica cooper. “Vou atuar junto com o prefeito e os outros vereadores para revitalizar aquela região”.

Anúncios

Opinião. O que seria o amor? Os gregos tinham três palavras para descrever os níveis desse amor

Amor é…

 

(*) Alan Gefferson Assunção Taques

 

Este é um assunto muito popular. Nas conversas, nas novelas, no cinema, nas igrejas, as pessoas falam de amor… Dizem: “Eu te amo!”, “Eu amo a minha família!”, “Eu amo o meu carro!”, “Eu amo esta pizza!”, “Amei este filme…!” Os jornais descrevem “crimes amorosos” É óbvio que a palavra significa coisas diferentes. Porém, o amor verdadeiro é um conceito bíblico fundamental e o ingrediente mais importante para um casamento bem sucedido. Vamos entender isto melhor. Como a maturidade, o amor também é um processo! O amor verdadeiro é a mais bela expressão dessa maturidade e, como esta, é um processo, não um estado. Os gregos antigos tinham três palavras para descrever níveis diferentes de amor.

EROS

Aparece na literatura grega secular, não na Bíblia. É o amor totalmente humano, carnal, voltado para o sexo. (Daí a palavra erótico). Esse tipo de amor pode até incluir algum sentimento verdadeiro, mas é, basicamente, atração física, desejo sexual e expectativa de satisfação pessoal. O Eros apresenta-se como amor pelo outro, mas é amor por si próprio. Sua melhor declaração é “Eu amo você porque você me faz feliz”. Ou “Eu me sinto fortemente atraído por sua amabilidade (você me amará), por seu temperamento alegre (você me diverte), por sua beleza e sensualidade (você me dará prazer), por seu talento (eu me orgulho de você)!” Quando uma ou mais destas características desaparecem, o amor morre. Esse tipo de amor só quer receber. O pouco que ele dá, é com o intuito de receber em troca.

Infelizmente, muitos jovens escolhem o namorado (a) com base apenas no Eros. As relações físicas são antecipadas… Os namorados pensam que esse tipo de amor os manterá juntos. Mas isto geralmente não acontece. A ênfase exagerada no Eros (filosofia playboy) é responsável por um alto índice de casamentos desfeitos. Antes do pleno envolvimento físico, os pretendentes precisam se conhecer nas áreas mais importantes da alma e do espírito… O relacionamento sexual após o casamento será a coroação de um relacionamento consolidado, comprometido e crescente. Se você cometeu o erro de se casar na base do Eros apenas, aqui está uma boa notícia: o amor pode crescer. Não automaticamente, mas na medida em que você o cultivar. A única esperança para o seu casamento é ascensão aos níveis mais altos do amor.

PHILIA

Lida com a personalidade humana – o intelecto, as emoções e a vontade. Em português, a palavra mais próxima é amizade. Este é o grau de afeição que Pedro disse ter por Jesus em Jo 21. 15,16 – “Senhor, tu sabes que eu gosto de ti…”. Este amor ainda tem um pouco de egoísmo, mas é mais elevado do que Eros. Nesse nível, “nossa” felicidade é mais importante do que “minha” felicidade. Um casamento, para sobreviver, precisa crescer pelo menos até ao nível do philia. Se você é jovem e está pensando em se casar, você deve tomar tempo para verificar se gosta realmente da pessoa com quem pretende se unir para o resto da vida. Essa pessoa tem defeitos…

Você vê mais virtudes do que defeitos e gosta dessa pessoa o bastante para perdoá-la, ajudá-la e fazê-la feliz? Dizem que “o amor é cego!” Cuidado! O único amor cego é o Eros. Esse tipo de amor realmente fecha os olhos para as faltas, ri dos defeitos e racionaliza os problemas potenciais (a menos que a pessoa “amada” não seja interessante em seu aspecto físico). Philia honestamente encara os defeitos e decide se eles podem ser superados pelas virtudes. Philia é o meio caminho do amor verdadeiro – dá um pouco em troca de um pouco. Um casal pode viver razoavelmente bem com esse amor, enquanto cada um fizer a sua parte e as circunstâncias forem favoráveis. Porém, se um deles deixa de fazer a sua parte, ou se ocorrem adversidades, a amizade sofre. Philia não aguenta a pressão. Torna-se egoísta e exigente. A amizade vira inimizade. A única esperança para um casamento estável e feliz é o crescimento para um nível mais alto de amor.

AGAPE

Esse tipo de amor não é alimentado pelo mérito da pessoa amada, mas por Deus. Agape ama até mesmo quando a pessoa amada não é amável e não corresponde. Esse amor não busca a própria felicidade, mas a do outro; dá e não espera nada em troca. Há quem diga: “Mas isto não é possível, não é humano!” Tem razão. Ninguém pode amar desse jeito… a menos que Deus lhe dê esse tipo de amor.

Agape é amor divino! É o amor referido em Jo 3.13; Rm 5.8; I Jo 4.8-10. Esse amor é derramado pelo Espírito em nosso coração ( Rm 5.5). A partir daí, espera-se que o marido ame a esposa e a esposa ao marido, de verdade (Ef 5.25 e Tt 2.3-4). Não é fácil. Todos nós queremos ser amados! Nossos esforços neste sentido acabam dificultando ainda mais as coisas. À duras provas descobrimos que é preciso amar primeiro, com amor Agape. É assim que Deus faz conosco. Leia I Jo 4.19. Deus nos ama como somos… Observando e agradecendo seu amor por nós, aprendemos a amar de verdade. Além disso, “o fruto do Espírito é amor” (Gl 5.22).

O amor de verdade é (a) ordenado por Deus, para nos induzir; (b) exemplificado por Deus, para nos ensinar; (c) produzido por Deus, para nos capacitar. Assim como “nós amamos porque Deus nos amou primeiro”, o cônjuge amado, mais cedo ou mais tarde, responderá com amor. Amor gera amor! Ver Lc 6.38 e Gl 6.7. Como está seu relacionamento conjugal? Que tipo de amor levou você a se casar ou viver com esta pessoa com quem você está vivendo, Eros, Philia ou Agape? Se começou com Eros, você diria que a atração inicial tem crescido para os níveis superiores do Philia e do Agape? Não se esqueça: Quando damos amor, recebemos amor. Precisamos abrir nossos corações para o amor de Deus (Agape) e permitir que ele expresse este seu amor através de nós para o nosso cônjuge no casamento.

(*) Alan Gefferson Assunção Taques é Pastor da PIB Montes Claros-MG e articulista da Revista Conteúdo Cristão

(Adaptação de “Marriage is for Love”, R. Strauss, 1998, Biblical Studies – http://www.bible.org)

Vem aí mais uma edição do Congresso Mochileiro

Com o tema Guia Para Salvar (GPS), a edição 2011 do Congresso Mochileiro, organizada pela 4ª Igreja Prebisteriana da Paz em Montes Claros-MG, reúne pastores, lideranças, adoradores de todas as idades para compartilhar ideias, o amor de Cristo e uma palavra de Salvação.

Participe!

Veja o teaser

mochileiro

Revista Conteúdo Cristão lança segunda edição

Capa da 2ª edição de Conteúdo Cristão
Capa da 2ª edição de Conteúdo Cristão

Um novo filho acaba de nascer. A segunda edição da única publicação periódica evangélica no norte de Minas acaba de sair do forno. A revista Conteúdo Cristão, um projeto inédito na região sobre projetos sociais cristãos, histórias marcantes, testemunhos, iniciativas modernas de igrejas modernas e muito mais, é tão somente um sonho de Deus que brota em corações humanos para abençoar pessoas.

Inspirada em grandes revistas, como Ultimato, Defesa da Fé, Eclésia, Cristianismo Hoje, além das seculares como Veja, Isto É e Época, a nova publicação coordenada pelo jornalista Andrey Librelon aborda as novidades e as polêmicas ligadas à Igreja Evangélica no Brasil, em Minas Gerais, em Montes Claros.

Participam dessa edição, o ex-padre Robério Pereira de Souza, com testemunho instigante, os articulistas Paulo Leocádio Jr, da Assembleia de Deus em Montes Claros, Alan Gefferson Taques, pastor da Primeira Igreja Batista de Montes Claros (PIBMoc) e o pastor Rodinon Botelho, da 4ª Igreja Presbiteriana da Paz em Montes Claros. Além das novas aquisições de peso da revista, o reverendo e missionário, mestre em Missiologia, Cácio Silva, a especialista em moda e empresária, Catherine Nogueira, e Wendell Lessa, pastor da Igreja Presbiteriana de Pirapora-MG e doutor em Letras pela PUC-SP.

Leia o editorial da 2ª edição, que traduz os assuntos abordados no segundo número da revista.

Editorial

“Todos iguais, perante Deus”

Depois de um período de silêncio, a igreja norte-mineira tem tentado barulhar um pouco. Pelo menos no aspecto musical, o público cristão não pode reclamar. O primeiro semestre foi recheado de atrações e shows com uma diversidade de ritmos e sons, que agradaram todos os gostos.

Mas e os outros aspectos? Trabalhos, ideias, histórias. Onde estamos, igreja norte-mineira? Alguns assuntos precisam ser comentados. Um exemplo é a homoafetividade que esteve e está na nossa casa, na nossa TV. E como a igreja tem tratado e recebido este assunto? Seria pretensioso demais esgotar um tema tão delicado e controverso, mas tentamos evidenciar o que andam falando sobre ele e qual deve ser a nossa preocupação como igreja. A proposta é instigar a discussão e quem sabe a adoção de novas posturas. CONTEÚDO repudia a discriminação e a homofobia, obviamente. Mas não abre mão de informar ou questionar com seriedade aquilo que é relevante.

Como cristãos não podemos fugir de certos posicionamentos e nem da clareza em tratá-los.

RESPONSABILIDADE foi a palavra que norteou não só a reportagem sobre a homoafetividade, mas toda essa edição. Que o amigo leitor se sinta convidado a refletir e discutir esse polêmico assunto.

As duas primeiras edições são enviadas, primeiramente, aos pastores e líderes de Montes Claros e Região, e estará disponível para assinatura em breve.

Escreva-nos ou visite a nossa fan page (http://migre.me/5CPnS) e comente para contar o que achou da nova revista: revistaconteudocristao@gmail.com

1º Jaíba para Jesus. Passeata histórica mobiliza cidade no norte de Minas

 

Jovens da Igreja Batista do Avivamento

Jovens da Igreja Batista do Avivamento durante a marcha

Em Ato Profético e ampla manifestação de fé, evangélicos de Jaíba, no norte de Minas, apoiados por irmãos de outros municípios, tomaram as ruas da cidade numa passeata pacífica no último dia 2 de julho. A manifestação de fé foi considerada histórica e instigante, que culminou com um show evangélico na Praça do Mercado e com a celebração de um culto.

A concentração dos fiéis começou no pátio da Prefeitura, onde vários pastores ministraram bênçãos sobre o município e seus governantes. De lá partiram em passeata, com carros, motos, bicicletas e gente a pé, guiados por um trio elétrico animados por banda evangélicas.

O prefeito de Jaíba, Sildete Rodrigues de Araújo (Detim), acompanhou todo o trajeto, ao lado de sua esposa, a primeira-dama Beatriz e de seus filhos. A marcha encerrou na Praça do Mercado, onde aconteceram shows gospel e culto. Para a glória de Deus, dezenas de pessoas se converteram.

Benção

Multidão abençoa prefeito Detim e sua família (1)

Multidão abençoa cidade e família do prefeito

Jaíba foi abençoada por meio de uma oração feita ao prefeito pelo pastor Paulo Luiz Leocádio Júnior, da Assembleia de Deus de Montes Claros. Mais de duas mil pessoas concentraram-se na Praça do Mercado. A marcha foi organizada pela União Evangélica de Jaíba, coordenada pelos irmãos Fausto Vídeo, Gêra Jaíba Fértil e Pastor Charley Cardoso, da Igreja Batista do Avivamento de Jaíba. A passeata teve a adesão da maioria das denominações na cidade e teve adesão de católicos, incentivados pelo padre Valdeci, que incentivou os fiéis a orarem mais pelo bem da própria cidade.

“O 1º Jaíba para Jesus foi sucesso absoluto e já serve de modelo para outras cidades da região, cujas igrejas evangélicas têm buscado apoio para realizarem evento semelhante em seus territórios”, destaca o pastor Pr. Nezinho Costa.

De acordo com o pastor, por causa do impacto que o evento causou na cidade, o prefeito se comprometeu a dar mais apoio aos eventos cristãos evangélicos na cidade.

 


 

Internautas elegem Vineyard como melhor ministério de louvor

Vineyard Brasil

Vineyard Brasil

Adoração e musicalidade simples parecem ser a preferência dos músicos e demais membros da igreja de Cristo em nossa região. Enquete postada em nosso blog perguntou os internautas qual o ministério de louvor e adoração tem a preferência das igrejas no norte de Minas.

Com participação efetiva, os internautas responderam e escolheram a musicalidade simples, verdadeira e  envolvente do ministério Vineyard, com 37,5% dos votos.

Logo em seguida veio o grupo Trazendo a Arca (25%), depois o precursor ministério de Louvor de Belo Horizonte, Diante do Trono (20%), seguido de Renascer Praise (7,5%); um empate técnico entre a Comunidade Zona Sul e o Ministério de Louvor da Igreja Internacional da Graça de Deus, levou os dois grupos a figurarem com (5%).

Independentemente do resultado da enquente, o certo é que Deus tem falado por meio desses ministérios que, não à toa, estão há décadas pregando o evangelho de cristo por meio das notas musicais, ministrações e palavras de ânimo, esperança e louvor.

De certa forma, as músicas ministradas têm contribuído em muito com os ministérios e grupos de louvor das igrejas, com canções que exaltam o nome de Jesus Cristo e reconhecem a grandeza de Deus e sua soberania.

Agradecemos a todos que participaram. A opinião de vocês é muito importante. Até a próxima enquete. Participe!

Lançada a primeira Revista Evangélica do Norte de Minas

Ousadia

Cremos que este é um projeto ousado, levando-se em conta o fim a que se destina. Acima de barreiras denominacionais, a Revista Conteúdo Cristão nasce para servir às igrejas evangélicas em termos de notícias e assuntos do seu interesse, para publicar suas ações e mostrar o enorme potencial evangélico numa cidade de quase 400 mil habitantes, centro de uma região de 1 milhão de ‘almas’ (no bom sentido).

Capa da primeira edição da revista Conteúdo Cristão

Capa da primeira edição da revista Conteúdo Cristão

Não pretendemos aumentar o fuxico sobre o “mundo gospel”. Infelizmente já temos sido manchete de vergonha inúmeras vezes. Precisamos mostrar o que temos de melhor. Isso não significa calar a verdade e jogar debaixo do tapete as porcarias que, por vezes, acontecem também entre cristãos. Vamos mostrar a verdade. Vamos colocar nossa versão. Cremos que a ousadia desse projeto está na sua visão: tentar, mais uma vez e de algum modo, unir cristãos em algum ponto, ao menos. Isso pode incomodar.

Importa que sejamos incentivo ao trabalho das igrejas, que as notícias esclareçam: o que estamos fazendo? Que cristianismo de fato estamos vivendo? Como impactamos a nossa cidade, a nossa região?  Tratar de assuntos polêmicos, sim; causar desconforto, não! Porque, acima de tudo, isso não é cristão. Nosso compromisso é com a verdade, mas é também com o ser humano como criação divina e destinatário do amor maior que o nosso, o amor de Deus.

Queremos ser a voz da IGREJA, e, pretendemos ser também fonte, nunca nos esquecendo de que nada substitui a Bíblia, a palavra de Deus, mas sabendo que podemos ser fonte de consulta sobre fatos, ideias e ações do mundo evangélico. Realmente, este é um projeto ousado! Então é isso! Estaremos aí, por perto.  Assinamos aqui não apenas um editorial, mas um compromisso com os cristãos de verdade, com a igreja, de maneira geral, e com o amigo leitor. Assumimos o compromisso de que não envergonharemos o nome do Pai!

Os Editores,

Andrey Librelon e Andréia Thais

%d blogueiros gostam disto: